O cardápio da dieta da proteína, sem sombra de dúvida, está entre os programas de emagrecimento rápido de maior sucesso. Já abordamos em outro artigo, os aspectos positivos e negativos de uma dieta rica em proteínas.

Cardápio da Dieta da Proteína

Devido ao grande sucesso entre nossos leitores. Vamos apresentar aqui, um cardápio rico em boas fontes de proteína, como legumes, carnes e ovos. Esse tipo de cardápio vem apresentando os melhores resultados na busca de um emagrecimento rápido e saudável.

No entanto, como qualquer dieta, é necessário fazer adequações nos hábitos alimentares e comportamental. Em outras palavras: devemos ser disciplinados e ficar atento com o tipo de alimentação ingerida no dia a dia.

Quem vive brigando com a balança, sabe que um dos grandes vilões no ganho de peso, são os alimentos ricos em calorias. Para saber mais sobre a tabela de caloria dos alimentos clique aqui.

Ou seja, é preciso haver um equilíbrio entre o total de calorias consumidas durante um dia, e sua queima. Alimentos processados, refrigerantes, doces, comidas prontas e fast food, são tipo de alimentos ricos em calorias, sódio, conservantes e outras substancias nocivas a saúde.

O sucesso da dieta da proteína

É aqui, que surge o grande sucesso da dieta da proteína. Ao excluir do seu cardápio, os alimentos ricos em carboidratos, como massas, pão e macarrão, e ingerir mais proteína.

Sem carboidratos como fonte de energia, há uma diminuição da glicose circulante no corpo. Isso faz com que o organismo, busque uma fonte de energia “alternativa”, como combustível das células. Isso obriga o seu organismo e queimar as reservas de gordura. Por isso a perda de peso é rápida.

Observação 1 – O consumo em excesso de proteína, pode acarretar uma sobrecarga ao organismo, por isso, ela precisa ser feita em um curto período de tempo.

Observação 2 – O fato de que devemos diminuir os carboidratos que consumimos não significa que os eliminaremos completamente. É por isso que você pode escolher: ovos, queijo, presunto e qualquer coisa que contenha baixos níveis de carboidratos.

Observação  3 – O tempo da dieta é de 30 dias e não deve ser ultrapassado. São duas quinzenas com espaço de 3 dias entre elas.

Conheça o Cardápio da Dieta da Proteína
imagem: Pixabay

O que você precisa saber antes de começar a Dieta da Proteína:

O tempo da dieta é de 30 dias e não deve ser ultrapassado. São duas quinzenas com espaço de 3 dias entre elas. Essa dieta é dividida em três fases que são:

Fase 1
Tratamento de choque baseado quase inteiramente no consumo de proteínas e na restrição de carboidratos. Claro, não devemos eliminá-los na sua totalidade, mas sim diminuir um grande volume.

Fase 2
Introduza carboidratos de qualidade e administre-os comendo bem e de forma equilibrada. Nessa fase, teremos visto uma mudança e começaremos a sentir-nos felizes com a perda de quilos.

Fase 3
Fase de manutenção. Ao atingir este estágio, você já aprendeu a comer e combinar alimentos.

Você poderá dar continuidade à dieta posteriormente, mas é necessário um espaço de tempo de, pelo menos, uma semana.

Alimente-se constantemente (sempre que sentir fome) e abuse dos líquidos, beba bastante água e sucos.
Nessa dieta, a berinjela é imprescindível no cardápio geral devido à sua capacidade de regular o colesterol.

Evite o consumo desses alimentos:

Alimentos que devem ser evitados, independente de seguir um organograma de perda de peso. Uma reeducação alimentar é essencial para uma vida mais saudável e equilibrada. Abaixo estão descritos alguns alimentos que devem ser sempre evitados:

Açúcar: Refrigerantes, sucos em pó, sucos de frutas processados, doces, sorvetes e outros.
Grãos com glúten: Trigo, cevada e centeio. Pão e macarrão incluídos
Gorduras trans: “hidrogenados” ou “óleos parcialmente hidrogenados”.
Alimentos ricos em Ômega 6 e óleos vegetais: girassol, milho, canola, cártamo, etc.
Adoçantes artificiais: Aspartame, sacarina, sucralose e ciclamatos.  Para adoçar bebidas alimentos, pode ser substituído Stévia.
Alimentos processados: Comida congelada,  embutidos, enlatados, fast food etc.

Alimentos Permitidos na Dieta da Proteína:

Carne: cordeiro, porco, frango e outros. Que sempre foi alimentado com grama, nunca cereais, pois são ricos em pesticidas.
Peixe: Salmão , truta, atum e muitos outros. A melhor opção é evitar peixes cultivados e optar por peixe selvagem peixe.
Ovos: ovos sempre orgânicos, que são ricos em omega-3. Eles podem ser consumidos fritos, cozidos ou mexidos.
Legumes e hortaliças: como alface, espinafre, brócolis, couve-flor, berinjela, brócolis, cenouras, abobrinha verde, acelga, agrião, chuchu, pepino, pimentão, rabanete, tomate, repolho e muitos outros.
Frutas: Maçãs , laranjas , peras  e morangos .
Nozes e sementes: Amêndoas , nozes , sementes de girassol, etc.
Produtos lácteos ricos em gordura: Queijo , manteiga , creme, iogurte .
Gorduras e óleos: óleo de coco , manteiga, banha, azeite e óleo de fígado de bacalhau.
Bebidas: Café, chás, tônica, sucos de frutas naturais e chá verde

Como ter sucesso em uma dieta para a perda de peso rápido

O que você precisa saber antes de começar a Dieta da Proteína
Imagem: Pixabay

Uma das grandes dificuldades para quem se propôs a seguir o cardápio da dieta da proteína está nos vícios comportamentais.

Somos seres biológicos, sociais e culturais. Portanto somos um agrupamento de hábitos comportamentais, que agem no modo automático.

Um exemplo: é um comportamento de muitos fumantes, ter o hábito de tomar café, logo após fumar o seu cigarro. Aqui, para ele parar de fumar, vai precisar eliminar também o café. Pois este ativa o seu modo automático em fumar.

No caso das dietas, é preciso fugir das tentações, como manter armários e dispensas cheias de alimentos processados, enlatados, doces etc.