Conheça a lista os alimentos permitidos na Dieta da Proteína

O cardápio da dieta da proteína, sem sombra de dúvida, está entre os programas de emagrecimento rápido de maior sucesso. Já abordamos em outro artigo, os aspectos positivos e negativos de uma dieta rica em proteínas.

Devido ao grande sucesso entre nossos leitores. Vamos apresentar aqui, um cardápio rico em boas fontes de proteína, como legumes, carnes e ovos. Esse tipo de cardápio vem apresentando os melhores resultados na busca de um emagrecimento rápido e saudável.

No entanto, como qualquer dieta, é necessário fazer adequações nos hábitos alimentares e comportamental. Em outras palavras: devemos ser disciplinados e ficar atento com o tipo de alimentação ingerida no dia a dia.

Cardápio da Dieta da Proteína: Evite o consumo desses alimentos:

Alimentos que devem ser evitados, independente de seguir um organograma de perda de peso. Uma reeducação alimentar é essencial para uma vida mais saudável e equilibrada. Abaixo estão descritos alguns alimentos que devem ser sempre evitados:

Açúcar: Refrigerantes, sucos em pó, sucos de frutas processados, doces, sorvetes e outros.
Grãos com glúten: Trigo, cevada e centeio. Pão e macarrão incluídos
Gorduras trans: “hidrogenados” ou “óleos parcialmente hidrogenados”.
Alimentos ricos em Ômega 6 e óleos vegetais: girassol, milho, canola, cártamo, etc.
Adoçantes artificiais: Aspartame, sacarina, sucralose e ciclamatos.  Para adoçar bebidas alimentos, pode ser substituído Stévia.
Alimentos processados: Comida congelada,  embutidos, enlatados, fast food etc.

Cardápio da Dieta da Proteína: Alimentos Permitidos:

Quem vive brigando com a balança, sabe que um dos grandes vilões no ganho de peso, são os alimentos ricos em calorias. Para saber mais sobre a tabela de caloria dos alimentos clique aqui.

Ou seja, é preciso haver um equilíbrio entre o total de calorias consumidas durante um dia, e sua queima. Alimentos processados, refrigerantes, doces, comidas prontas e fast food, são tipo de alimentos ricos em calorias, sódio, conservantes e outras substancias nocivas a saúde.

Carne: cordeiro, porco, frango e outros. Que sempre foi alimentado com grama, nunca cereais, pois são ricos em pesticidas.
Peixe: Salmão , truta, atum e muitos outros. A melhor opção é evitar peixes cultivados e optar por peixe selvagem peixe.
Ovos: ovos sempre orgânicos, que são ricos em omega-3. Eles podem ser consumidos fritos, cozidos ou mexidos.
Legumes e hortaliças: como alface, espinafre, brócolis, couve-flor, berinjela, brócolis, cenouras, abobrinha verde, acelga, agrião, chuchu, pepino, pimentão, rabanete, tomate, repolho e muitos outros.
Frutas: Maçãs , laranjas , peras  e morangos .
Nozes e sementes: Amêndoas , nozes , sementes de girassol, etc.
Produtos lácteos ricos em gordura: Queijo , manteiga , creme, iogurte .
Gorduras e óleos: óleo de coco , manteiga, banha, azeite e óleo de fígado de bacalhau.
Bebidas: Café, chás, tônica, sucos de frutas naturais e chá verde

Uma das grandes dificuldades para quem se propôs a seguir o cardápio da dieta da proteína está nos vícios comportamentais.

Somos seres biológicos, sociais e culturais. Portanto somos um agrupamento de hábitos comportamentais, que agem no modo automático.

Um exemplo: é um comportamento de muitos fumantes, ter o hábito de tomar café, logo após fumar o seu cigarro. Aqui, para ele parar de fumar, vai precisar eliminar também o café. Pois este ativa o seu modo automático em fumar.

No caso das dietas, é preciso fugir das tentações, como manter armários e dispensas cheias de alimentos processados, enlatados, doces etc.