Ganhando cada vez mais adeptas no Brasil, o coletor menstrual é um instrumento bastante utilizado na Europa há décadas. O produto trata-se de uma opção mais ecológica e sustentável em relação aos tradicionais absorventes higiênicos.

Porém muita gente ainda fica em dúvida sobre adotar, ou não, essa opção para a sua higiene íntima. Fato é que o coletor menstrual pode agregar uma série de benefícios à vida da mulher, além de não agredir a natureza.

O que é o Coletor Menstrual?

Para explicar de maneira simples, o coletor menstrual trata-se de um copinho de silicone, que coleta a menstruação da mulher e precisa ser esvaziado de hora em hora.

Uma das grandes vantagens, é claro, é não ter de comprar absorventes sempre, já que o coletor dura por alguns meses e basta ser higienizado para poder ser utilizado novamente. Mas ainda há uma série de outros benefícios propostos por esse novo conceito de higiene pessoal da mulher.

Como funciona o coletor menstrual?

Eles são fabricados em silicone medicinal e são bastante flexíveis, encaixando-se ao canal da mulher sem incomodar ou causar dores. Basicamente, é um “copinho” introduzido na vagina com a função de coletar o sangue.

A manutenção é bastante fácil, já que basta esvaziar e higiezar o coletor de 12 em 12 horas, e o produto dura de 4 a 10 anos, dependendo da forma como é manuseado.

Há riscos de vazamentos com o coletor menstrual?

Um dos grandes transtornos, além da cólica e das dores no corpo, durante o período de menstruação, é a constante preocupação das mulheres em relação aos vazamentos.

A nível de conhecimento, muitas mulheres têm um fluxo muito intenso nos primeiros dias do período menstrual e os absorventes, por muitas vezes, não conseguem “segurar a barra”. O coletor, por sua vez, como já sugere o nome, coleta todo o sangue e não deixa vazar.

Vantagens e Como funciona o coletor menstrual?

É confortável utilizar o coletor menstrual?

Outra coisa que incomoda bastante as mulheres é o desconforto dos absorventes, inclusive dos modelos de absorvente interno.

Colocar uma legging, por exemplo, fica bem difícil com aquele absorvente enorme aparecendo sobre a calça. Com o coletor, no entanto, a mulher dispõe de um produto que se encaixa ao seu perfil, já que o “copinho” é flexível e está disponível nos mais diversos tamanhos.

Coletor menstrual e odor

O sangue da menstruação só ganha um mau cheiro quanto entra em contato com o ar, devido à reações químicas da moléculas de odor.

O coletor menstrual, ao ser introduzido na vagina, cria um vácuo que não deixa o ar entrar, impedindo tanto o mau odor quanto os vazamentos, e, portanto, também auxilia em relação a esse incômodo.

Alguns fabricantes de absorventes chegam a depositar perfumes no produto para ajudar em relação ao odor, o que muitas vezes causa alergia na mulher. Esse é outro problema evitado pelos coletores de silicone.

Há riscos de Infecções?

Os absorventes internos, principalmente, aumentam o risco de contrair infecções já que absorvem o sangue, mas o deixam em contato contínuo com a pele.

Mesmo tratando-se de um coletor que é introduzido na vagina, o coletor menstrual, por sua vez, não deixa o sangue em contato com a pele, já que ele cai no copinho e fica guardado lá, o que diminui, de forma muito considerável, os riscos de infecção.

Onde Comprar o coletor menstrual?

O Produto ainda não é vendido em todos os lugares, em algumas farmácias, drogarias e lojas de cosméticos, já podem ser encontrado.

Para quem deseja comprar, precisará desembolsar um valor médios entre R$ 75,00 a R$ 150,00, é o valor que custa em lojas online por exemplo, onde é mais fácil encontrar o produto, mas esse valor tende a diminuir conforme a sua popularização, mas vale ressaltar, que com uma vida útil de 10 anos, o produto, torna-se bem econômico ao longo dos anos, em relação aos absorventes tradicionais.