Motos: Mulheres conquistam as ruas sobre duas rodas

O país conta com 21,3 milhões de pessoas habilitadas a pilotar motos. As mulheres representam 25% dos habilitados. Os dados são DENATRAN, divulgados em 2018.

Mas, ao olhar para a tendência de compras de motos, já constada que elas, representa quase a metade das compras. Somente em 2017, 40% das motos vendidas no Brasil, são destinadas ao público feminino.

Em um mercado que já foi dominado pelo publico masculino, mulheres também descobriram as facilidades e liberdade em pilotar uma moto.

Entre os motivos das compras estão: O intenso tráfego que não pára de crescer nas grandes cidades, facilidade de locomoção para o trabalho, faculdade e lazer, bem como um designe mais atraente, pensado nas mulheres.

Outra característica está no objetivo das compras. E, isso pode ser comprovada no número de mulheres que compram uma moto para trabalhar no segmento de motofrete.

Nesse mercado elas representam apenas 2%. Ou seja, elas buscam comprar uma moto para uso exclusivo como mobilidade urbana.

Quais são as melhores motos para o público feminino

Ao abordarmos os modelos de motos mais indicadas para o público feminino, não temos a pretensão de ditar regras sobre certo ou errado. Vale lembrar que, os fatores que uma moto pode ser indicada ou não para uma mulher, estão relacionados mais ao tamanho da moto vs estatura da mulher.

No mais, independente de modelo, cilindrada ou marca, qualquer moto pode ser indicada ao público feminino.

O mais importante na hora de escolher a primeira moto, é observar qual finalidade de uso, se para o dia a dia ou finais de semana. Bem como a praticidade de pilotagem e segurança.

Dicas importante antes de comprar a sua moto

Dicas importantes antes de comprar a sua moto, é levar em conta o seu porte físico, estatura, local para estacionar, valor do seguro e aspectos de segurança também deve ser considerados, pois algumas motos são mais visadas por assaltantes.

Outra dica importante é perguntar para quem já tem algum modelo desejado, para saber mais detalhes de pilotagem, segurança, além disso, nunca compre sua moto, sem antes fazer curso de pilotagem e ter sua habilitação.

Vendas de acessórios também estão em alta

Com o aumento da participação feminina no mercado de motos, outra indústria que está em alta, é a confecção de acessórios. Mais antenadas nos detalhes, elas trouxeram mais estilo e um ar fashion para o setor. Em lojas especializadas é possível encontrar mais de 600 itens para mulheres, entre capacetes, capas de chuva, jaquetas, botas, entre outros apetrechos.

Apesar de muito relacionada ao universo feminino, quando o assunto é comprar capacete, botas e jaquetas, a cor rosa, não é a preferida.