Como se preparar para engravidar e ser mãe pela primeira vez

Essa não é uma pergunta fácil de ser respondida, pois não existe uma receita. Cada história de vida vai demandar ou preparação diferente para a gravidez, e cada mulher tem que aproveitar sua gravidez do jeito que se sentir mais à vontade, ou seja, isso será que uma maneira muito única.

Porém, existem sempre algumas dicas que caem muito bem para a maioria das mulheres, pois elas trazem a experiência de outras mães, de outras histórias, mas que possuem muito em comum no momento da gravidez, confira abaixo algumas dicas que o Tododdia Beleza, preparou para as futuras mães ter uma gravidez tranquila e com bem-estar.

Cuidando do seu corpo

Cuidados com o corpo: Quando a gravidez é planejada, é possível que essa preparação aconteça com bastante antecedência. O ideal, seria realizar exames com um médico ginecologista cerca de três meses antes de tentar engravidar.

Isso irá garantir que sua saúde estará em boas condições para receber o bebê. Além disso, começar os cuidados com a saúde e seguir os procedimentos instruídos pelo médico.

Também será necessário que você tome todas as vacinas que estão em atraso, e para tanto, espera no mínimo um mês para tentar engravidar.

Além disso, com o acompanhamento médico, já é possível tomar as primeiras medidas, mesmo que sejam somente uma prevenção. Uma dessas medidas é a ingestão de alimentos que possuam ácido fólico, para evitar um mau desenvolvimento neurológico do bebê.

O ácido fólico pode ser encontrado em alimentos como peixe, feijão e gema do ovo. Mas se durante o acompanhamento médico for notado que há uma necessidade de ingestão extra de ácido fólico, ele indicará a quantidade certa para cada caso.

Além desses cuidados com o seu corpo, é muito importante manter-se sempre atenta às práticas do dia a dia e nos seus comportamentos que podem ser prejudiciais, tanto ao processo de engravidar, quanto à própria gestação e ao bebê.

Mudança de hábitos comportamentais

Fazer um acompanhamento com o dentista e incluir essa prática na sua rotina é extremamente importante, pois doenças relacionadas à higiene bucal e a gengiva podem se tornar perigosas para a gestação.

Como foi citado acima, a alimentação é um cuidado importante com o corpo, mas requer uma mudança na rotina tanto para mudar os hábitos alimentares quanto para que programar para que essa comida mais saudável esteja disponível nos momentos de fome.

Outro comportamento muito prejudicial à saúde tanto da mulher quando do bebê, é o consumo de bebidas alcoólicas e de cigarros. O consumo de álcool pode causar problemas neurológicos e de desenvolvimento irreversíveis no bebê. Além disso o uso de drogas muito comumente leva a morte do bebê.

Preparação emocional

É muito importante que a mulher reflita bastante antes de tomar essa decisão. Como será o cuidado com o bebê, se haverá tempo o suficiente para ficar com ele, se existe condições financeiras para a nova vida com uma criança recém nascida.

É claro que está é uma decisão da mãe, mas a gestação se torna muito mais saudável emocionalmente, quando tudo for conversado com aqueles que estão mais próximos, principalmente se for precisar da ajuda deles nesse momento.

Se houve um parceiro, é essencial uma conversa aberta que envolva todo o planejamento e cumplicidade entre ambos. E lembre-se: o homem não deve “ajudar” a mulher com os cuidados do bebê, ele tem tanta responsabilidade pela criança quanto a mãe. Portanto, será muito mais fácil se sempre houver diálogo e entendimento entre as partes.

Você ficará muito mais tranquila se sua gestação for acompanhada por um médico, sabendo que sua saúde está boa, ou então que está sendo devidamente cuidada. Esse cuidado com a saúde já diminui um grande nível de estresse e preocupação sobre como anda a saúde do seu bebê, e sobre o que se pode ou não fazer, comer, medicar-se neste momento.

Fazer atividades físicas adequadas, como pilates e yoga, além de contribuir para a sua saúde, também contribui para o relaxamento e para garantir um emocional mais equilibrado.
E lembre-se: gravidez não é doença. Você poderá e deverá levar uma vida saudável mesmo que trabalhando, se exercitando e praticando atividades de lazer.